Rss Feed

Maioria dos tweets são sobre 'nada'

O Twitter e a sua utilização foram recentemente analisados num estudo da Pear Analytics, que mostrou alguns pormenores curiosos acerca desta rede social. O estudo examinou duas mil mensagens (tweets), escritas em inglês, divididas por seis categorias: ‘notícias’, ‘spam’, ‘auto-promoção’, ‘conversas’, ‘nada’ e ‘RTs’. Contrariamente ao que se previa, os tweets categorizados como ‘spam’ e ‘auto-promoção’ não foram os mais registados no período analisado. A principal conclusão retirada deste estudo foi o predomínio dos tweets sobre ‘nada’, mensagens sem conteúdo relevante, como por exemplo “estou a comer uma sandes”.

Cerca de 41% dos tweets são, portanto, sobre ‘nada’. Seguem-se os tweets categorizados como ‘conversas’, trocados entre utilizadores, com cerca de 38%, e os ‘RTs’, em terceiro lugar, com um valor percentual muito próximo de 9, ou seja, muito inferior aos dois primeiros. Os valores de ‘spam’ foram muito abaixo do esperado, e os valores de ‘conversas’ e ‘nada’ foram muito elevados. O valor de ‘notícias’ foi também inferior ao que se previa, tendo em conta a utilização do twitter como meio de divulgação de informação e a sua utilidade para o jornalismo.

O que significa este estudo? Que o Twitter não é, afinal de contas, uma ferramenta maioritariamente utilizada para divulgar acontecimentos? Que os tweets desinteressantes, sobre nada em especial, são os que mais se escrevem e publicam?

Primeiro, temos de ter em conta que a amostra utilizada neste estudo se refere apenas a dois mil tweets, todos na língua inglesa, ou seja, a maioria dos tweets portugueses não se poderia incluir nesta análise. Segundo, qual é o verdadeiro propósito do Twitter? A pergunta-base que nos leva a começar a escrever é “O que está a fazer?”, e não “O que aconteceu de importante no mundo?” ou “O que pretende publicitar?”. O próprio Twitter solicita aos utilizadores que partilhem o que estão a fazer, por mais desinteressante que seja. Assim, deveria ser esperado que as respostas fossem, na sua maioria, com pouco conteúdo relevante… incluídas na categoria ‘nada’. Não é esse o propósito da rede social?

Agora, a questão é o que o Twitter se tornará num futuro próximo. Continuará a ser uma rede onde as pessoas publicam as suas actividades, que pouco têm a ver com os interesses gerais? Ou tornar-se-á um local mais sério, onde a circulação de notícias será o conteúdo da maior parte dos tweets? Esperemos para ver os próximos estudos.

Publicado em TwitterPortugal Blog

0 comentários: