Rss Feed

Queres ser meu amigo? Adiciona-me no hi5!

O hi5 é uma plataforma de registos pessoais a nível mundial, que permite criar um perfil online, gratuitamente, com as informações pessoais de cada pessoa, fazer “amigos” e comunicar indirectamente com outros perfis, entre muitas outras coisas. Foi um dos 25 sites mais visitados em 2007, e já conta cerca de 100 milhões de membros. Quem não conhece o hi5? Quem não tem ainda (pelo menos) um perfil criado? É simples, rápido e divertido. Mas o que significa, verdadeiramente, a amizade, num mundo em que a tecnologia é o novo melhor amigo do homem?

Susana Fevereiro dá pela alcunha de Su. Tem vinte e cinco anos, completados no dia 7 de Abril deste mesmo ano. Nasceu em Lisboa, onde ainda hoje vive. É solteira, e fala três idiomas: espanhol, inglês e português. O seu perfil no hi5 diz-nos ainda que procura fazer amigos, que é simpática e divertida. Logo por baixo da descrição, está o seu endereço de e-mail, para qualquer pessoa poder adicionar no MSN ou enviar e-mails. A sua música preferida é “Falling Slowly”, do filme Once; o seu filme favorito é “O Diabo Veste Prada”; os seus programas televisivos preferidos são o canal MTV e filmes; o seu livro preferido é “Expiação”; e a sua citação preferida é “Be careful what you wish for. It might come true”. Isso é tudo o que sabemos sobre a rapariga aloirada, cuja fotografia do perfil mostra a passear numa praia. Tudo.
No primeiro mês desde o seu registo no hi5, a 1 de Abril de 08, Su angariou já 27 “amigos”, dos quais apenas adicionou 3. Tem também 1 recorte no álbum, 2 mensagens privadas, e 1 comentário ao perfil. Depois de se inscrever em 14 grupos, de acordo com os seus gostos, começaram a surgir as visitas ao perfil, depois os pedidos de “amizade via hi5”, e a correspondente aceitação por parte de Su, sempre pronta a fazer novos amigos. No total, durante o primeiro mês, foram 44 as visitas ao perfil de Su; não demasiadas, mas bastantes para quem não adicionou mais do que 3 “amigos”, e muitas se tivermos em conta as pessoas que, dessas, a convidaram como “amiga”.
Su parece ser uma rapariga simples, simpática, inexperiente no mundo do hi5, talvez um pouco tímida, mas que procura, sempre que possível, “conhecer” novas pessoas e travar amizade com elas. Pelo menos é o que parece segundo os olhos de alguém que não a conhece pessoalmente, e que apenas descobriu o seu perfil no hi5 e adicionou, ou deixou-se adicionar como “amigo”. Mas Su pode ser uma rapariga totalmente diferente. Su pode não ter nascido em Lisboa; pode não gostar do livro “Expiação”; pode não se chamar, sequer, Susana Fevereiro. Pode até nem existir!
A verdade é que qualquer pessoa, onde quer que esteja, seja quando for, pode criar uma conta na grande rede que é o hi5. Para isso, basta criar um endereço de e-mail – o que também pode fazer sem limites, em qualquer site próprio para o efeito – e dirigir-se a www.hi5.com; registar-se no site, criando um perfil, ao qual apenas pode aceder com o username e a password previamente escolhidos, e começar a fazer “amigos”. É tão simples quanto isto. Sem limites. Sem condicionalismos. Sem problemas.
Mais: qualquer pessoa, com uma conta hi5, pode adicionar os “amigos” que quiser, desde que estes aceitem a sua proposta. Mais do que um sítio para colocarmos as nossas descrições pessoais, gostos e desejos, o hi5 tornou-se uma forma de partilha de informação mundial, e uma rede de “amizades” virtuais, muitas vezes com pessoas que nem sequer conhecemos, com perfis que nos despertam a atenção, mas que não conhecemos de lado nenhum, e que podem até ser falsos.
O conceito de “amizade” tem perdido, assim, a sua verdadeira essência. Diz o verbete de dicionário: “amizade s.f. – afeição; amor; boas relações; laço cordial entre duas ou mais entidades; dedicação; benevolência”. Através do hi5, como descobrimos os nossos verdadeiros amigos, se não soubermos quem estamos a adicionar? No caso de Su Fevereiro aconteceu exactamente o mesmo. Todos os que a adicionaram, sem excepção – porque nenhum a conhecia pessoalmente –, fizeram-no por um impulso de curiosidade, de modo a juntarem mais um “amigo” ao seu perfil, e a conhecerem novas pessoas. É isso que acontece quando se adiciona alguém que não se conhece. Foi esse mesmo impulso que levou Su a adicionar 3 “amigos”, também como uma forma de começar no mundo do hi5.
É tão simples quanto isto: Su Fevereiro não existe; a sua fotografia de perfil encontra-se algures nas imagens do Google; as suas informações pessoais e gostos são totalmente inventados; o seu endereço de e-mail foi exclusivamente criado com o propósito de desenvolver um perfil imaginário no hi5, e fazer um estudo estatístico de quantos alegados “amigos” a rapariga bonita de 25 anos conseguiria reunir, tal como obter todas as estatísticas que rodeiam o estudo. É mais simples do que parece, e está mais próximo de nós do que imaginamos: apenas a um clique de distância. A Internet e as novas tecnologias têm destas situações. Podem divertir-nos, ajudar-nos na busca de informação, ser-nos úteis para as mais variadas coisas; mas, pelos vistos, também podem usurpar a verdadeira amizade, em troca de histórias falsas e imaginárias… e de pessoas que nunca puseram os pés na Terra. É bom ficarmos atentos ao que estamos a fazer ao mundo em que vivemos. Porque os próximos iludidos podemos ser nós.

2 comentários:

Isabel disse...

pois... e aquelas discussões que toda a gente tem porcausa do famoso "top"!?
God! Está tudo louco? =D

João Moreira disse...

João: Completamente de acordo com o texto que acabei de ler.....acessivel
a todos e d fácil compreensão. A minha impressão de quem elaborou rrespetivo texto è boa. Faz-me perceber que é alguém com quem eu gostaria de falar/comunicar mais vezes......Uma "boa" amiga, tem tudo no sítio não lhe faltando nada que se possa gostar. Bjhs.