Rss Feed

PORTUGAL... aconteça o que acontecer

É esta a vantagem da ambição… podes não chegar à lua mas tiraste os pés do chão…À janela uma bandeira. No relvado uma nação inteira. É esta a mensagem que está no autocarro da nossa selecção. Tal como no Europeu de 2004, Scolari apelou aos portugueses para colocarem bandeiras de Portugal nas janelas das suas casas, de maneira a apoiar a selecção. E a verdade é que já há outros países a fazer o mesmo. A corrida às lojas aumentou significativamente e o amor à pátria faz-se notar a cada dia que passa.
Não há convocados, não há ausentes, não há dentro e fora do campo. Todo o povo se une por um objectivo comum: a vitória de Portugal. A selecção é de todos nós, não é uma simples equipa de futebol que quando vence é bestial e quando perde passa a besta. A selecção é o orgulho de uma nação, porque nela se encontram os melhores do nosso país; é a alegria do povo, nunca a sua desilusão; é o motivo pelo qual nos conhecemos e aprendemos a dar valor às coisas mais importantes.
Alemanha 2006. O Mundial de Futebol. Ao princípio parece assustador, mas o medo dá lugar à esperança. As 32 melhores equipas do mundo competem pelo que se chama de Copa do Mundo. Mas o povo português quer mais, muito mais. Não é a taça que interessa, mas sim as vitórias. Porque o sentimento de vitória é o melhor sentimento do mundo; vale mais do que quaisquer outros mil sentimentos. É um sentimento que nos completa.
Luiz Felipe Scolari, ou, se quiserem, Felipão, é um dos melhores treinadores do mundo. No Brasil, fez um trabalho extraordinário, e em Portugal ainda o está a fazer. É graças a ele e à Sr.ª do Caravaggio que somos quem somos hoje.
Os nossos guerreiros são os nossos heróis. Luís Figo, o nosso capitão, está em muito boa forma, tal como o nosso excelente guarda-redes, Ricardo. E Cristiano Ronaldo está a mostrar o que vale. Todos os outros jogadores estão de parabéns, e agradecemos-lhes por tudo o que já fizeram e que continuam a fazer por Portugal. Eles merecem o apoio do povo.
Por vezes, sentimos que nos falta algo; sentimo-nos incompletos. Quando ganhamos um jogo, quando marcamos um golo ou defendemos um penalty, tudo isso parece desaparecer. O sofrimento acaba e gritamos pelo nosso país; por vezes até choramos. Unimo-nos como se fôssemos um só: Portugal. E, no fundo, até somos.
Força Portugal. Para sempre…

2 comentários:

Anónimo disse...

Olha Olhaa a minina da minha turminha... bem tens mm geitinhO pa isto mininA...
ta espetacular beijinhO'z adrt**

Anónimo disse...

by: soninha...xD esqeci de dixer...